1 de dezembro de 2021

A era do IoT – Internet das Coisas exige atenção com a segurança de dados!

Por Gustavo Henrique Gonçalves Nobre

A ideia da IoT para uso doméstico é ter objetos e eletrônicos utilizados no dia a dia conectados à rede, para que possam ser controlados a distância. A tecnologia em questão pode ser aplicada das formas mais diversas, por exemplo: tênis com conexão GPS para auxiliar em trilhas, geladeiras que mudam a potência em horários programados ou podem ter a porta bloqueada por senha, fogões e babá eletrônica que funcionam sozinhos por ativação, etc.

A partir do momento em que você coloca inteligência em um aparelho, aquela empresa que se preocupava apenas em manter seu alimento resfriado na geladeira, passa também a monitorar os seus dados: e aí é que mora o perigo! Não se tem dúvidas que a base de aplicação da Internet das Coisas, como a automação residencial, pode viabilizar muitas soluções e tornar uma casa, um ambiente de alta interatividade e inteligência. No entanto, é necessário ficar atento às configurações dos equipamentos utilizados para evitar casos de invasão do dispositivo e de espionagem, ou seja, para evitar que terceiros mal intencionados, alheios à relação cliente e empresa fornecedora da IoT, façam a interceptação de seus dados pessoais.

 E como você pode proteger o seu lar?

IOT

Ficar atento à configuração dos dispositivos é fundamental para manter a segurança da informação nos dispositivos conectados em rede. Muitas pessoas têm o hábito de manter as configurações padrão que vem de fábrica em todos seus aparelhos. A maioria, quando compra um dispositivo, simplesmente não lê o manual antes de instalá-lo em casa. 

Muitos roteadores têm senhas padrão que os usuários não alteram para uma nova senha, mais segura, por pura comodidade ou por desleixo. Para quem não tem familiaridade com a tecnologia, mas gostaria de utilizar essas ferramentas, convém pesquisar sobre as configurações dos equipamentos antes da compra. Na internet há muitos vídeos e materiais que podem dar uma ideia sobre as possíveis vulnerabilidades dos produtos. Fique ciente, quanto mais ferramentas conectadas tivermos em nossas casas, mais difícil será protegê-las. E aí, gostou da dica? Compartilhe com seus amigos e familiares!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*